Resource id #5Resource id #6 Cooperluz
Na falta de energia, ligue para 0800 51 74 92
Notícias
Você está em A Cooperluz > Notícias
Encontro com Ministro da Sec. Geral da Presidência da República
Presidente da Cooperluz Querino Volkmer participa de reunião com Rossetto e Bohn Gass , promovida pela Infracoop na busca de alternativas ao setor da eletrificação rural

            Para pedir que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) adote um tratamento diferenciado no processo de regulação das cooperativas de eletrificação rural, a direção da Confederação Nacional das Cooperativas de Infraestrutura (Infracoop) e representantes do setor do Rio Grande do Sul, São Paulo, Santa Catarina e Paraná reuniram-se, nesta segunda-feira (30), em Porto Alegre, com o ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto e com deputado federal Elvino Bohn Gass (PT).

            “A Aneel passou a exigir uma série de modificações nos procedimentos, tanto na área operacional quanto da área de gestão, cujos custos não são suportáveis pelas cooperativas de eletrificação rural. O encontro com o ministro Rossetto serviu para alertar o Governo Federal dessa dificuldade que, segundo as cooperativas, pode significar o fim de um serviço que é fundamental em áreas rurais do país”, resumiu o deputado Bohn Gass.

            O presidente da Infracoop, Jânio Vital Stefanello, disse que a Aneel já reconheceu que as regras precisam ser mudadas, mas alega que o problema está na legislação vigente. “Mas a lei 9074, de 1995, em seu artigo 23, é clara. Diz que o enquadramento e a regulação das cooperativas deve levar em conta as características próprias das cooperativas, inclusive o seu sistema associativo”, disse ele. De sua parte, Rossetto garantiu que o Governo compreende as dificuldades do setor e informou que, já no mês de abril, em Brasília, a Secretaria Geral vai mediar um encontro com representantes das cooperativas a da Aneel para buscar alternativas que garantam melhores condições para a continuidade do serviço.  “Não há dúvida de que a realidade das cooperativas de eletrificação rural é muito distinta das demais empresas de energia elétrica e vamos atuar para que isto seja levado em conta”, admitiu o ministro.

 

            Na análise do Sr. Querino Volkmer, Presidente da Cooperluz e Vice- Presidente da FECOERGS,  a reunião foi de suma importância para sensibilizar o ministro quanto a importância social e econômica que representam as cooperativas de eletrificação, que na sua grande maioria atendem áreas rurais onde não havia o interesse das grande concessionárias, pois os custos são elevados em função das grandes distâncias e poucas unidades consumidoras/ associados, por quilômetros de rede. \"Temos uma forte convicção de que vamos conseguir avançar na busca de uma solução definitiva que permita às cooperativas continuarem atuando por muitos anos\".

Outras imagens:

 

Copyright © 2013 Cooperluz - Todos os direitos reservados